Portugal | Um dia em Coimbra

Recentemente tivemos a oportunidade de voltar à Portugal, um dos países que mais gostamos de conhecer nas nossas viagens pela Europa. Dessa vez, escolhemos passar um dia em Coimbra.

Nosso voo chegou no aeroporto de Lisboa e fomos de trem para Coimbra.

Chegar em Coimbra de trem, a partir de Lisboa, é bem tranquilo. Nós pegamos o trem na estação Lisboa-Oriente e descemos na estação Coimbra-B. O ticket custou 12 euros, e pode ser comprado pelo site da Comboios de Portugal.

A estação mais próxima do centro da cidade é a Coimbra, porém os trens de longa distância chegam todos na estação B e você pega um trem gratuito até a estação principal, que fica no centro da cidade.

A cidade de Coimbra é a capital do Distrito de Coimbra e está situada na região central de Portugal. Coimbra é famosa pela Universidade de Coimbra (site oficial), uma das mais antigas universidades do mundo, fundada em 1290.

Começamos o passeio em uma das pastelarias da cidade pra comer algum doce português e, em seguida, fomos ao Largo da Portagem, onde fica o escritório de turismo para pegarmos um mapa da cidade. (Dica: é sempre bom ter um mapa da cidade em mãos.) Aproveitamos um pouco na praça, que é bem charmosa com seus prédios históricos, pois dali em diante seria só subida até chegar à nossa próxima parada.

Largo da Portagem

Largo da Portagem

Depois de uma caminhada pelas ladeiras, chegamos na praça da igreja Sé Velha de Coimbra. A arquitetura da igreja é romana e lembra a igreja Sé de Lisboa. A igreja é aberta para visitação gratuita, apenas para conhecer o claustro é necessário pagar uma taxa de 2,50 euros. Informações neste link.

Sé Velha de Coimbra

Sé Velha de Coimbra

Sé Velha de Coimbra

Sé Velha de Coimbra

Claustro da Sé Velha de Coimbra

Claustro da Sé Velha de Coimbra

Depois de mais algumas ladeiras, nos deparamos com o Museu Nacional Machado de Castro um dos mais importantes museus de belas artes de Portugal. Como só tínhamos um dia, infelizmente, não conseguimos conhecer esse museu. Mas, se quiser mais informações sobre ele, veja o site do Museu.

Museu Nacional Machado de Castro

Museu Nacional Machado de Castro

Logo após o Museu há uma escadaria e, ao final dela, já se vê a igreja Sé Nova de Coimbra. A igreja é bem bonita e vale uma volta para apreciar as lindas capelas cheias de ouro.

Sé Nova de Coimbra

Sé Nova de Coimbra

Sé Nova de Coimbra

Sé Nova de Coimbra

Sé Nova de Coimbra

Sé Nova de Coimbra

Depois de visitar a igreja, na mesma rua, chega-se à área turística da Universidade de Coimbra. Se você deseja visitar os museus da Universidade é preciso adquirir um ingresso na Biblioteca Geral antes de passar pela Porta Férrea. São várias opções de ingresso que você pode consultar aqui. Nós optamos pelo Programa 1 (Paço das Escolas) que dá direito a visitar o Paço Real, Capela São Miguel e a famosa Biblioteca Joanina. O bilhete custou 9 euros (por pessoa). Quanto à Biblioteca Joanina as visitas tem hora marcada e na bilheteria eles dirão o próximo horário disponível. É bom chegar cedo para garantir sua visita, especialmente se você tem pouco tempo na cidade, pois existe um limite de pessoas que podem visitar a biblioteca simultaneamente.

Com o ingresso em mãos, é só passar pela Porta Férrea e você já estará no Paço das Escolas, de onde você consegue acessar as principais “atrações”. No meio da praça há uma estátua de D. João III; e a vista da cidade é bem bonita.

Paço das Escolas - Coimbra

Paço das Escolas – Coimbra

Nós começamos o passeio pelo Paço Real, que é o prédio, à direita, logo ao passar pela Porta Férrea. Neste prédio você visita a Sala dos Capelos, Sala do Exame Privado e Sala das Armas.

Paço das Escolas - Coimbra

Paço das Escolas – Coimbra

Paço das Escolas - Coimbra

Paço das Escolas – Coimbra

A Sala dos Capelos é uma das principais salas da Universidade e é nela que são realizadas as solenidades acadêmicas como defesa de tese dos doutorandos, posse do reitor e cerimônia de início oficial das aulas. Uma informação super legal: esta sala foi a primeira sala do trono em Portugal.

Sala dos Capelos

Sala dos Capelos

Na Sala do Exame Privado eram realizados exames orais privados à noite. Bem interessante reparar as pinturas, no teto, que são os brasões dos quatro cursos principais.

Sala do Exame Privado

Sala do Exame Privado

Um pouco para frente, é possível acessar um terraço que tem uma vista maravilhosa da cidade de Coimbra.

Paço Real - Terraço

Paço Real – Terraço

Paço Real - Terraço

Paço Real – Terraço

Antes de sair deste prédio você ainda passa pela Sala das Armas. Nesta sala estão expostas as armas da antiga Guarda Real Acadêmica, que servia como guarda para as áreas da Universidade. Estas armas ainda são usadas pelos herdeiros da guarda durante as solenidades.

Sala das Armas

Sala das Armas

Sala Amarela

Sala Amarela

Como ainda não era a hora marcada para visitarmos a Biblioteca Joanina, seguimos o passeio para a Capela de São Miguel. A capela é pequena porém bem bonita e possui um lindo órgão de tubo. Qualquer pessoa ligada à Universidade (alunos, ex-alunos, professores, etc.) pode se casar na capela. Missas são realizadas aos domingos.

Capela São Miguel

Capela São Miguel

Finalmente chegou nossa hora de visitar a Biblioteca Joanina. Uma das mais ricas bibliotecas da Europa, foi construída entre 1717 e 1728 e seu nome honra o Rei D. João V. É composta por três pisos: o Piso Nobre, espaço ricamente decorado, a face mais emblemática da Casa da Livraria; o Piso Intermédio, local de trabalho e funcionou como casa da Guarda; e a Prisão Acadêmica, que de 1773 até 1834 foi o local de clausura dos estudantes.

Biblioteca Joanina

Biblioteca Joanina

Alguns morcegos vivem na biblioteca e ajudam a preservar os livros, mas nós não tivemos a “sorte” de encontrar com nenhum. Eles ficam bem quietinhos durante o dia e só aparecem à noite mesmo.

A Ana conversou com a zeladora da Biblioteca que afirmou que os morcegos realmente têm um papel fundamental na preservação dos livros. Ela também contou que há todo um cuidado especial em encapar o mobiliário com capas de couro para proteger de qualquer sujeira causada pelos morcegos.

Após finalizarmos o passeio pela Universidade de Coimbra fomos procurar algo para comer no centro. O dono do nosso hotel nos indicou um restaurante chamado Restaurante Adega Paço Do Conde. Nosso almoço lá foi uma delícia! Comemos um delicioso bacalhau que nos deu energia para o resto do nosso passeio e da tarde.

Centro de Coimbra

Centro de Coimbra

 

Centro de Coimbra

Centro de Coimbra

Depois do almoço, caminhamos pelas ruas do centro, que são cheias de lojinhas e docerias; e, em seguida, fomos visitar a Igreja Santa Cruz. A igreja é linda por fora e dentro tem sua parede decorada com os famosos azulejos portugueses.

Igreja Santa Cruz

Igreja Santa Cruz

Igreja Santa Cruz

Igreja Santa Cruz

Os demais pontos turísticos ficam do outro lado do Rio Mondego. Para chegar lá, é só atravessar a Ponte de Santa Clara e tudo fica bem próximo, dá pra fazer a pé mesmo.

Logo após a ponte, seguindo reto, você chega na atração Portugal dos Pequenitos. Um parque muito legal para levar as crianças (e adultos também, é claro). Nele há vários monumentos portugueses em tamanho reduzido. Nós não tivemos tempo suficiente para entrar porém é uma atração que vale a pena se você tiver tempo. O ingresso custa 9,50 euros para adultos e 5,95 para crianças e idosos.

Portugal dos Pequenitos

Portugal dos Pequenitos

Numa pequena caminhada a partir dali, chegamos ao Jardim da Quinta das Lágrimas. Neste jardim estão duas fontes: a Fonte dos Amores e a Fonte das Lágrimas, locais que presenciaram o romance entre D. Pedro e Inês de Castro. Luís de Camões citou a fonte em um trecho do livro Os Lusíadas, dizendo que ela nasceu das lágrimas derramadas por Inês de Castro quando ela foi assassinada por ordens de Afonso IV. Diz a lenda que o sangue de Inês ficou preso nas rochas. (Repare quando estiver lá: é possível ver manchas vermelhas na Fonte das Lágrimas, local onde, segundo contam, Inês foi assassinada.)

Fonte dos Amores

Fonte dos Amores

Fonte das Lágrimas

Fonte das Lágrimas

Fonte das Lágrimas

Fonte das Lágrimas

Depois disso, só tínhamos tempo de dar uma passada pelo Mosteiro de Santa Clara-a-Velha. Como já era fim de tarde, não dava mais para entrar no Mosteiro. Porém, o ingresso custa 4 euros e o passeio inclui as ruínas, museu arqueológico e uns filmes. Informações pelo site.

Santa Clara-a-velha

Santa Clara-a-velha

Depois de um dia todo batendo pernas, terminamos nosso incrível dia por Coimbra no famoso Café Santa Cruz. Este café é bem famoso pelo seus doces portugueses e também por apresentações do tradicional fado português. Nós tivemos a oportunidade de estar lá em um dia que aconteceu uma apresentação gratuita de fado e foi muito legal! Nada melhor que fado para encerrar um dia de passeio.

Café Santa Cruz

Café Santa Cruz

Fado no Café Santa Cruz

Fado no Café Santa Cruz

Coimbra é uma cidade bem charmosa e sua cultura é riquíssima, famosa pelos alunos capa-preta da Universidade de Coimbra e pelo fado. Vale a pena incluí-la no seu roteiro, nem que seja apenas para passar um dia como nós fizemos. Ressaltamos que o ideal seriam dois dias para ver tudo tranquilamente. Coimbra merece ser apreciada com detalhes.

Boa viagem!